3.15.2012

PERDOAR NÃO É ESQUECER...

“Permaneça alerta: onde um homem caiu é exatamente onde qualquer outro pode cair. Força desprotegida é dupla fraqueza.” (Oswald Chambers)
Todo mundo erra. E como eu lido com o erro dos outros? Talvez alguns dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano sejam a crítica, o boato, a depreciação. Toda crítica é destrutiva. Quem ama admoesta. É diferente.
Crimes implicam em que seja feita justiça. Mas, quando a questão é pessoal, eu digo: ‘perdoei, mas não quero ver nunca mais’. À frente, pode não haver a mesma amizade, mas não devo guardar rancor: isso adoece. Julgar também é erro. Sou implacável com os outros? Ou deixo pra lá? Depende de quanto perdi, do quanto fui ofendido, de quanto doeu?
Assumo culpa que não é minha? Tento esquecer?
Perdoar não é esquecer. Se fosse, pediria agora amnésia instantânea.
E os meus erros, hein? Se acho que estou de pé, posso ter uma queda pior do que o outro.
Perdoar é lembrar sem sentir dor.
Você não consegue sozinho? Nem eu. 
Perdão que cura só pode ser conseguido através da graça dAquele que perdoou o imperdoável: Jesus.
(de Jairo Larozza)

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...