12.20.2008

NATAL É AMOR EM AÇÃO

Mas os homens generosos - vejam a diferença, - planejam maneiras de ajudar os necessitados,
e por isso Deus os abençoará.
Isaías 32.8. (Versão Bíblia Viva)
"Uma grande festa de Natal estava acontecendo na casa da menininha.
Mas do lado de fora, um senhor triste e solitário,
pintava um quadro totalmente diferente.
Ela saiu sem que ninguém percebesse, para que não fosse impedida,
e foi conversar com o velhinho.
Ele estranhou ao ver tão pequena menina,
usando roupas tão coloridas,
sentar-se ao seu lado naquela praça cinza,
escura e sem vida, tarde da noite.
Ela juntou as mãos e ficou olhando pra ele, até que falou:
- Hoje é Natal.
- Para mim não é - ele respondeu.
Ela estranhou e arriscou: - Por que?
Como poderia lhe explicar suas frustrações, tristezas, e solidão?
Meneou a cabeça e apenas se limitou a dizer:
- Não tenho quem me faça o Natal.
Ela suspirou. Olhou pra baixo e mexeu os pezinhos.
Daí se levantou e saiu correndo para casa.
O senhor pensou que ela havia se assustado,
que fosse até contar a sua mãe, e que não voltaria mais.
Mas foi surpreendido ao vê-la correndo de volta em sua direção,
trazendo bolas coloridas e enfeites cintilantes,
e um prato de quitutes deliciosos. – Eu te faço o Natal!
Eu trouxe um pouco do Natal lá de casa pro senhor!
O velhinho estalou os olhos, sem reação, e esboçou um sorriso emocionado."

A pressão comercial que envolve as festas de fim de ano
nos faz limitar o Natal a coisas materiais,
a nosso próprio ego, quando a data pede e inspira
para olharmos além de nós mesmos e compartilharmos,
deixarmos brotar a compaixão e o altruísmo em nossos corações.
Não podemos resolver todos os problemas das pessoas,
mas certamente podemos amenizá-los
com nossa presença, carinho e amizade.
Na verdade é só disso que elas precisam,
que as enxerguemos e nos coloquemos ao seu lado;
e muitas vezes só isso basta para que
elas encontrem a solução que procuravam.
E como essa época nos remete
a lembrar do nascimento de Jesus,
mesmo sem sabermos realmente em qual data Ele nasceu,
facilmente podemos recordar que
Ele próprio falava sobre o amor ao próximo,
sobre sermos instrumentos de Deus
para abençoar as outras pessoas que convivem conosco.
Jesus falava sobre deixarmos existir em nós, todos os dias,
em todos os momentos, esse sentimento nobre que
surge no nosso interior em datas específicas,
que nos faz querer ver todos celebrando com alegria.
Que através de nós Deus faça
muitas pessoas celebrarem a vida, dia-a-dia!

(Texto de: Jacqueline Collodo Gomes)

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...